quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Atenção alunos do curso de Direito, Oportunidade de Estágio!

A Comarca de Monte Carmelo, torna pública a abertura de inscrições para a seleção pública de estagiários do Curso de Direito, pelo Edital N° 002/2017.
Confira o edital: 
Edital 002 2017 conc. estagiários

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Profissão Certa: Os dois lados da carreira de Direito.

Fonte: http://odia.ig.com.br
 
O advogado Augusto Nepomuceno dá dicas de como progredir na carreira.
Todos os anos, a carreira de Direito está entre as mais procuradas no Enem. Antes de optar por ela, porém, muitos estudantes se debatem em dúvidas. Será que o mercado da advocacia está saturado? Qual das várias especialidades é promissora? Qual não é?
Para ter respostas, PROFISSÃO CERTA conversou com o advogado Augusto Nepomuceno, professor de Direito Administrativo e coordenador de graduação na Universidade Estácio:
1.O mercado de trabalho da advocacia está saturado?
Não podemos confundir quantidade de advogados com saturação. Temos muitos profissionais, mas temos um défcit de qualidade. Se você está preparado, se preocupa em estudar constantemente a área de especialização, certamente terá empregabilidade. O grande problema é que há pouca dedicação. E muitos querem 100% de resultado com apenas 10% dessa dedicação. É uma conta que não vai fechar. Por isso, cria-se esse fantasma de saturação de mercado, a grande verdade é esta.
2.A remuneração é boa?
Entendo que é justa no critério gradativo. Os recém-formados hoje têm uma remuneração que parte dos R$ 3 mil. Em dois ou três anos de formado é possível passar para uma remuneração melhor, de R$ 5 mil, e a tendência é ir subindo. A grande questão hoje é que tem um tratamento do advogado contratado que não fica limitado à CLT. Há muitos bons advogados que podem ter relação de parcerias com escritórios, que a gente chama de associado, e tem uma remuneração maior. A condição de contratação é muito plural.
3.Quais as especialidades que estão em alta?
Eu aposto muito na área de Direito Privado, como o Direito Desportivo, que tem carência de bons profissionais, não se encontra no mercado. Tem a área de Estado e Regulação, antigo Direito Administrativo, para cuidar de empresas que têm relações com o governo.
Além disso, tem o Direito da Energia, principalmente na área de energia elétrica, concessões, esses temas. O Direito tem uma pluralidade de áreas muito grande. Primeiro: quem é bom tem espaço. Segundo: há muitos espaços a serem preenchidos por aqueles que não querem ficar restritos a Direito do Trabalho, Direito Civil e Direito Penal.
4.E quais especialidades estão em baixa?
A área do Direito do Trabalho não está em bom momento por conta da Reforma Trabalhista. Com as mudanças recentes, em muitas questões o patrão e o empregado se resolvem diretamente. É uma área que vai continuar ativa, mas vai gradativamente sofrer uma queda de procura por causa da nova realidade jurídica trabalhista.
5.Quais características ideais de uma pessoa para seguir a carreira de Direito
Tem que ser uma pessoa de extrema perseverança, já que o Poder Judiciário é bastante moroso. Deve ser alguém de bom trato, tanto com clientes, quanto com outros advogados, não vale a pena criar conflitos. Deve ter controle emocional. E, acima de tudo, alguém determinado. Estipulador de metas a serem cumpridas. Não adianta ficar conjecturando, pois só se vai gastar tempo e dinheiro e nada de concreto vai acontecer.
6.Quais os problemas mais comuns encontrados nos profissionais que chegam ao mercado?
Um problema é que as pessoas se preocupam muito com empregabilidade, mas não se preocupam muito com trabalho. As pessoas querem estar empregadas, mas nem sempre querem verdadeiramente exercer aquela função em que estão empregadas. Muitos não têm a consciência de se profissionalizar.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Graduandos do Curso de Direito apresentam TCC.


Os graduandos do 9° Período do Curso de Direito da FUCAMP apresentaram, entre os dias 04 a 12 de julho, os Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC).
O TCC é desenvolvido nos últimos semestres do curso de Direito e é um trabalho acadêmico, de caráter obrigatório para avaliação final do aluno, no Curso Superior.
Confira a lista das apresentações dos alunos:
Terça feira – 04/07/2017
Sammyo Ferreira – “Inconstitucionalidade da Redução da Maioridade Penal no Brasil”.
Quarta-feira 05/07/2017
Marco Aurélio da Costa – “A importância do agente infiltrado no combate ao crime organizado à luz da lei 12.850/13”.
Edenir Cardoso de Oliveira – “O Sistema Prisional Brasileiro: Ausência da classe dos agentes de segurança penitenciários no rol do artigo 144 da constituição federal de 1988”.
Melk Jesse Borges – “Lei complementar 150/2015 – Análise crítica referente à flexibilização de direitos, mediante a oportunidade de acordo entre as partes envolvidas na relação laborativa”.
Ludimila Oliveira – “Violência escolar como afrontas aos direitos e garantias fundamentais previstos no ordenamento jurídico brasileiro”.      
João Junior Barbosa – “A guarda compartilhada como meio de combate à pratica da alienação parental”.
Quinta-feira 06/07/2017
Camila Chagas – “O Direito social à saúde à luz do mínimo existencial na jurisprudência do STF”.
Grazieli Virginia Martins – “A efetivação do direito social à alimentação por meio de políticas públicas eficazes”.          
Caroline Souto Nunes – “Sobre os restos do amor que deságuam no judiciário: a efetividade da implementação da interdisciplinar nas lides familiares”.      
Bruna Caroline Gama – “Guarda de animais de estimação em caso de dissolução conjugal”.   
Djalma Ramos Filho – “O poder familiar no direito brasileiro: intervenção estatal e seus excessos politicamente corretos”.
Adriana Pires da Silva – “Igualdade na diferença: A ADI nº 4.277 e sua aplicação ao direito da mulher          “.
Ana Lucia Dias – “Fins da pena e justiça restaurativa em conflitos domésticos e de gênero: analise do direito penal como ‘última ratio’ ”.        
Patrícia Abadia – “Direito Penitenciário e gênero: local de cumprimento da pena como direito à personalidade”. 
Ana Carolina – “Maioridade Penal e delinquência juvenil: análise da (im) possibilidade de mudança de responsabilização do menor por atos infracionais”.
Bruna Correa – “Ressocialização do agressor em crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher”.  
Kassia Cândida de Jesus –“ A psicopatia no direito penal brasileiro: análise de sua culpabilidade à luz da neurociência”.
Sexta-feira 07/07/2017
Fernando Batista Bosi – “Guarda Compartilhada: Os erros do judiciário frente às adoções irregulares”.           
Agnaldo Aparecido Rodrigues – “Contratos de Franquia: O desequilíbrio entre franqueador e franqueado”.          
Fabiano Moreira Silva – “A evolução do conceito de família e parentalidade socioafetiva no direito brasileiro”. 
Humberto Aparecido – “Reserva Legal fora da propriedade: possibilidade à luz do direito brasileiro”.  
Segunda-feira 10/07/2017
Lunielly Rosa de Souza – “ (IN) Constitucionalidade do HC 126.292 diante o princípio da inocência”.
Leonardo Henrique             – “Direito Penal do Equilíbrio: Uma Construção principiológica em busca de um novo direito penal”.      
Ronan Paranhos – “A herança no novo código civil: A nova ordem de vocação hereditária e a sucessão do companheiro”.
Hélio José Correa – “O papel preventivo da guarda compartilhada no combate à alienação parental”.
Camila Malaman – “Conciliação e mediação: garantia do acesso à justiça e pacificação social no processo civil”.           
Débora Ribeiro – “Indenização civil por abandono afetivo de menor”.
Liliane Divina da Silva – “A (In) constitucionalidade do projeto de redução da maioridade penal no Brasil”.   
Eliane Pinheiro de Noronha – “Judicialização da saúde: mínimo existencial e limites de orçamentários”.
Neide Sabina Silva – “Medidas Preventivas da violência doméstica lei Maria da penha 11.340/2006”.
Pedro Henrique de Castro – “O direito à vida e o direito à não existência: o abortamento voluntário sob o livre planejamento familiar à luz da constituição”.   
Terça-feira 11/07/2017
Gabriel Damasceno Ribeiro Miranda – “A estabilidade proveniente de contratos firmado a termo”.         
Rodrigo Geraldo – “Direito sucessório: comparativo da união estável com o regime da comunhão parcial”.
Luiz Fernando – “Teletrabalho: um novo paradigma do direito do trabalho”.
José Gentil – “A responsabilidade civil do estado por atos praticados por concessionário de serviços públicos”.
Carlos Eduardo Rosa – “Prisão civil por debito alimentar subsidiário: limites para sua fixação aos ascendentes idosos”.
Elcimar André de Morais – “As implicações acerca da responsabilidade civil por abandono afetivo do idoso”   .
Quarta-feira 12/07/2017
Marília Rodrigues – “Castração química em casos de estupro”.
André Felipe – “Execução da pena privativa de liberdade: o método APAC como modelo alternativo na busca da redução da reincidência”.
Hilton Aparecido – “Aplicabilidade da lei anticorrupção às pessoas jurídicas e sua importância no combate à corrupção”.        
Jessyca Dayanne – “A (im)prescritibilidade das ações rescisórias por danos caudados ao erário”.         
Parabéns a todos pelas apresentações!






Atenção alunos do Curso de Direito! Oportunidade de Estágio.

Vaga de estágio para o Cartório Eleitoral de Estrela do Sul – MG.
Programa de Estágio, edital nº 04/2017. Confira abaixo os requisitos:
REQUISITOS:
1- SER ALUNO, REGULARMENTE MATRICULADO E FREQUENTE, EM UMA DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO CONVENIADAS COM O TREMG.
2 – MÉDIA DE APROVEITAMENTO GLOBAL MÍNIMA DE 70%.
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
  • Cópia dos documentos pessoais (CI, CPF, título de eleitor em situação regular de quitação com a Justiça Eleitoral);
  • Declaração de matrícula e frequência regular fornecida pela Instituição de Ensino;
  • Declaração de média global de notas fornecida pela Instituição de Ensino;
  • ATENÇÃO: Vide mais informações diretamente no edital.
OBSERVAÇÕES:
  • 10% DAS VAGAS SERÃO RESERVADAS A PORTADORES DE DEFICIÊNCIA, comprovada a deficiência através de laudo médico, no momento da inscrição.
  • DURAÇÃO DO ESTÁGIO: 6 MESES, COM POSSIBILIDADE DE PRORROGAÇÃO POR IGUAL PERÍODO, POR ATÉ 3 VEZES;
  • CARGA HORÁRIA: 20 HORAS SEMANAIS –   dentro do horário de funcionamento da unidade do TRE-MG;
  • BOLSA DE ESTÁGIO: R$R$ 700,00 / AUXÍLIO-TRANSPORTE: R$10,00/DIA (EM PECÚNIA).
Link do edital: http://webmail.fucamp.edu.br/?_task=mail&_uid=4112&_mbox=INBOX&_action=get&_part=3
Inscrição: Exclusivamente no site do TRE-MG seguindo o caminho: institucional/concursos e estagios/estagios (ficha de inscrição no final da página).


Relação das escolas conveniadas:. www.tre-mg.jus.br/institucional/concursoseestagios/estagios – Final da página.

FUCAMP promove Palestra sobre Realização Profissional.

Na noite desta segunda-feira (03) de julho, a FUCAMP promoveu a Palestra A importância do Autoconhecimento na realização Profissional, proferida pela Mestre Marta Batalini, formada em Filosofia, e atualmente atua como Professora Universitária, Pesquisadora e Terapeuta na área de Filosofia Clínica.
A palestra tratou de questões como: o que é o autoconhecimento e o autoconhecimento numa visão sociológica da filósofa Hanna Arendt e do sociólogo Talcott Parsons; com o objetivo de explanar os conceitos que envolvem as três dimensões do indivíduo: “o eu, a pessoa e a consciência”, propiciando ao espectador entender essa relação.
Foi abordada também, a temática sobre a necessidade de que a pessoa reconheça os diferentes papéis existenciais que ele assume, para que ela possa obter um bom desempenho nas suas relações pessoais, na qual lida-se o tempo todo, buscando a realização profissional.
Eventos como esse são de suma importância pois, possibilitam que os ouvintes pensem sobre atitudes que podem melhorar o ambiente corporativo, bem como os aspectos pessoais.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Curso de Direito participa de Simulado Jurídico Damásio

O Curso de Direito da FUCAMP aplicou na última quarta-feira (21), o Simulado Jurídico Damásio, para as turmas 5°, 7° e 9° períodos.
Os Simulados Jurídicos são provas simuladas, elaboradas com questões dos principais concursos jurídicos realizados em todo o país, e têm por objetivo possibilitar aos universitários do curso uma avaliação de seus conhecimentos, de forma a prepará-lo para os mais diversos concursos públicos, além de enriquecer sua formação acadêmica e profissional.
O Curso de Direito da FUCAMP preocupa-se em ajudar seus alunos a se familiarizar com esse tipo de prova, com o tempo que se deve dedicar a cada questão, visando prepará-los para o Exame de Ordem da OAB, que é uma avaliação a que se submete os bacharéis de Direito para o exercício da Advocacia.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Curso de Direito promove atividades Interdisciplinares.

Estimular o pensar e o agir interdisciplinar é uma das preocupações do Curso de Direito da FUCAMP.
A interdisciplinaridade envolve a integração da Direção, Coordenação, professores e alunos, num trabalho conjunto, de interação das disciplinas entre si e com a própria realidade social, política e jurídica. A meta é a superação da fragmentação dos saberes.
Para o coordenador do projeto, Professor Dr. Anderson Rosa Vaz, “o objetivo maior é gerar habilidades, atitudes e conhecimentos que possam exercer influências sobre as condutas. Queremos que nossos alunos pensem e se comportem de maneira crítica e autônoma em relação à realidade global e local.”
Como resultado da atividade, foram produzidas pelos alunos do 1° e 3° períodos do Curso de Direito da FUCAMP, durante este semestre, doze cartilhas com assuntos de interesse da comunidade.
Veja abaixo: